A Vila

 



  A Vila

Caminhando pelo interior, uma curadora chegou a uma pequena vila que era cortada por um riacho.
Percorrendo ao longo da margem do riacho, percebeu que não havia ninguém pelas ruas. Um silêncio estranhamente opressor dava a impressão de total abandono. Sinal que havia algo errado.

De repente, ela avisou uma linda menininha, que andava sozinha procurando seu cachorrinho.
A senhora então perguntou:
Onde está todo mundo?
Porque você está sozinha?
Ela então respondeu triste e chorosa:
Estou procurando meu cãozinho.
Mas onde estão seus pais e os outras habitantes?
Estão todos doentes. Trancados em suas casas.
Então, um cãozinho apareceu ela menina ficou feliz.

A curadora resolveu averiguar o que estava acontecendo.
Foi de casa em casa e todos os habitantes estavam fechados em suas casas, muitos acamados.
E mais estranho, todos com seus rostos pintados de preto, com carvão.
Ao entrar nas casas, as pessoas parecisam desoladas, e assim avistarem a menina, pediam que elas fossem embora.
Estranhando tal atitude, conseguindo entrar numa das casas, sem a menina, perguntou aos moradores, o que havia acontecido.
Lhe contaram que a vila toda adoeceu, depois quer a linda menina se mudou para lá.
Todos tinham medo dela!
A curadora investigou e fez o que sabia, usou todos o seu conhecimento para curar toda a vila.
Quando todos estavam curados, quiseram expulsar a menina e sua família. Elas tinham hábitos diferentes. Só eles não tinham ficado doentes.

Mas a curadora perguntou a eles:
Vocês não aprenderam nada nesse tempo em que estiveram confinados?
Onde está a verdadeira doença?
Porque vocês adoeceram?

Os habitantes da vila se olharam e decidiram avaliar o que estava errado. E entenderam que os seus mais hábitos eram os responsáveis por terem ficado doentes.
Decidiram mudar hábitos que não eram nada saudáveis. E eliminar e revitalizar locais de risco e inóspitos. Limparam toda a vila, deixando-a mais bonita e convidativa.

É fácil culpar algo novo, por algo que está instalado dentro de nós.
Ocultamos tão profundamente, as causas de nossas mazelas, que é mais fácil projetá-las nos outros. Por mais absurdo que isso pareça.
Quando enfrentamos a verdadeira causa de nossos problemas, podemos resolvê-los definitivamente.
Assim nos tornamos melhores e mais fortes para enfrentar os novos desafios que a vida nos traz.

DayseGhaya

 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Dinheiro

Compensações

Iniquidade